domingo, 14 de outubro de 2018



Em 12 de outubro comemoramos o dia da criança

Cada criança deveria ter um cartaz a dizer 
"conteúdo frágil, contém sonhos".
Algo que lembrasse ainda hoje, que se tiveres que pedir desculpa, primeiro perdoa. 
Se quiseres dizer amo-te, primeiro cuida. 
Se precisares de um colo, primeiro abraça. 
E se algum dia não souberes o que fazer, trata com amor, sem que importe como, ou quando...

Cada adulto deveria ter um cartaz a dizer 
"Ainda contém sonhos, conteúdo precioso"

Luís Santos


imagem: google


terça-feira, 9 de outubro de 2018



Vivemos do avesso. Guardamos as mágoas e mostramos os sorrisos. Somos cadernos de capas rijas, marcados com histórias de amores quase possíveis. Um dia alguém nos abrirá e perder-se-á no meio das nossas histórias. Não se cansará de nos ler. Não terá medo dos segredos que guardamos, nem das chagas que nos marcam. Um dia alguém voltará a escrever nas nossas páginas. Com sorte, poder-se-á ler "amo-te", aqui mais ninguém escreverá.

 Pedro Rodrigues

Fotografia de Greta Buysse



Fim de caso



"É interessante observar que os homens falam tão bem e tão demoradamente de coisas fúteis, mas são tão parcos em relação às coisas do amor. A nossa bela história está a chegar ao fim, não é verdade? Já o sabemos há muito, mas ainda não tínhamos encontrado palavras para o exprimir. Talvez por preguiça, seguramente por falta de ardor ... Porventura também por medo. Gostaria, porém, que verbalizássemos a situação. Não quero que a nossa história se atole. Deve permanecer leve, como no início. Leve, bonita e memorável!
(...)
Haverá sempre uma parte de ti que me amará, assim como ocuparás sempre um lugar especial no meu coração. Mas já passou o tempo do amor, compreendes? Já não consegue crescer nem desabrochar. Resta-lhe estiolar-se aos poucos, o que pretendo evitar.
Devemos restituir-nos a liberdade, antes de começarmos a inventar mentiras mais ou menos mesquinhas, a desfiar as pequenas cobardias quotidianas, tão banais, tão medíocres. Porque não havemos de ganhar coragem suficiente para reconhecer que está tudo acabado entre nós, que a nossa história foi breve mas intensa, mas que os nossos caminhos divergiram e que decidimos pôr-lhe termo, hoje, um dia bonito, em que tudo à nossa volta está calmo e nos amamos tão bem ontem à noite?"

Theresa Révay
em "As Luzes Brancas de Paris"

Arte by Maria Amaral


segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Saber amar


Amamos tão pouco e tão mal, como uma metade ou até mesmo como um quarto de nós mesmos. E amamos, no outro, alguns pedaços escolhidos, os mais conhecidos, aqueles que nos causam menos medo. É tão raro amarmos alguém por inteiro, com aquilo que nos agrada e com aquilo que não nos agrada.
É tão raro sermos amados por inteiro, com nossas cavidades de sombra, com nossos dorsos de luz.


Fabricio Carpinejar

(Arte de Elena Chernenko)

Entrar em mim e me perder


Essas horas de solidão e de meditação são as únicas do dia em que sou eu mesmo por inteiro e pertenço a mim sem distração, sem obstáculo, e em que posso dizer de verdade que sou o que a natureza quis.
O hábito de entrar em mim mesmo me fez perder a sensação e quase a lembrança de meus males; aprendi, assim, por minha própria experiência, que a fonte da verdadeira felicidade está em nós e que não depende dos homens tornar miserável aquele que sabe querer ser feliz."

Jean-Jacques Rousseau
em "Os devaneios do caminhante solitário: segunda caminhada"

(Arte de  Marti Carbonell)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...