domingo, 1 de março de 2009

Cio das palavras

.
.
“Já escrevi que as palavras entram no cio quando eu faço carícias para elas.
Elas chegam a me convidar. Eu aceito os convites.
E temos uma relação quase carnal para o poema.
Todas as palavras que uso me contêm.
Fica mesmo parecendo que a linguagem é concubina minha.
Já pensei nisso seriamente e me achei um tarado.”
.
Manoel de Barros
.

2 comentários:

Mel disse...

Bom dia, Dalva!
Realmente certas palavras, certas leituras nos enchem de prazer, nos encantam os lábios e a mente!
A alma fica, geralmente, colorida!
Um beijo e bom domingo!

Dalva disse...

Oi, Mel!

Adorei esse trecho que Manoel de Barros escolheu para falar de sua relação com o poema, as palavras... muito intenso e lírico!

Beijos e boa semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...