quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Kalliope Amorphous

.
A beleza e a suavidade da fotografia de Kalliope Amorphous, norte-americana .
.
.
Autodidata em fotografia, Kalliope tem uma abordagem intuitiva de composição e iluminação... Maquiagem, figurino, fotografia e processamento são totalmente pessoais.
.
.
Trabalha primordialmente com auto-retratos - sendo capaz de expressar com precisão as imagens que se formam em sua mente.
.
.
A artista diz que sente dificuldade em se identificar com o seu próprio auto-retrato, pois todas as personagens que cria têm personalidade própria. É como se tentasse dar-lhes vida por um momento, como se os jogasse numa tela em que praticarão uma espécie de jogo.
.
.
Suas imagens representam aspectos de sua própria personalidade, inspirações e afinidades.
.
.
Seu trabalho explora profundamente os humores e emoções humanas, traduzindo-as fisicamente para um momento no tempo.
.
Kalliope faz uma ligação entre a palavra escrita e a imagem sem palavras. Sua fotografia não tem palavras, mas é capaz de ser traduzida em poesia
.
Aprecie a beleza da palavra e da imagem em seu álbum no Flickr e nos vídeos abaixo, uma compilação de auto-retratos da série "Ressurrecting Ophelia", com seu poema favorito de Henri Michaux
.

.


.
Link

.

3 comentários:

Chica disse...

És criativa pra danar...Todas postagens interessantes e legais.Adoro isso!beijos,chica

Luma Rosa disse...

Vou te ser sincera! Não é o tipo de fotografia que gosto, mas sei que existe espaço para elas - meio fantasmagórico, parecendo gente morta - sei lá, isto é dar vida? (rs*) Parece alguém afogado! hahahaha não me leve à sério!

Obrigada pelo carinho! Beijus,

HSLO disse...

Show...adorei as fotos, super diferentes.


abraços


Hugo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...