sábado, 3 de outubro de 2009

Nossos silêncios

.
.
"Silêncio antes de nascer.
Silêncio depois da morte.
.
A vida é só ruído entre
dois silêncios insondáveis."
.
Isabel Allende

.

14 comentários:

Wania disse...

Lindo demais... esta mulher sempre escreve com a pena da Alma!

Bjs

Flavio Ribeiro disse...

Concordo em genero, número e grau!
Ela é sublime!

Bom final de semana, Dalva!

Bjs.

Monica disse...

Dalva,

Li Eva Luna e Cartas a Paula e amei! Ela é intensa!

Bjs.

Dalva disse...

Wania,

Flávio

e

Monica:

Difícil não se apaixonar por Isabel...

Boa semana!

Bjs.

Talita Prates disse...

Que lindo!

Será que tem jeito
de pegar o ruído
e tentar compor
uma sinfoniazinha melodiosa?

Bjo!
Boa semana. :)

Tucha disse...

Acjo que não somos apenas ruidos, mas tb palavras, palavras e ruídos e ruidos.... e outras coisitas mais.

Carolina disse...

Hoje em dia as pessoas têm medo do silêncio, que muitas vezes fala mais alto e cala mais fundo.

bjos meus

Valéria Russo disse...

linda estrela..
pra alguém tão barulhento quanto eu o silêncio nunca me soube tão bem...
perfeito!!!
uivos de carinho.
tenha uma semana de luz!!!
bjkas da loba.

Juliana Lira disse...

Eita poema massa! Adorei Dalva...
Só ruído...Não é que é mesmo?

Milhões de beijos

Dalva disse...

Talita,

com o teu talento com as palavras
essa melodiazinha se tornaria uma sinfonia!

Bjs.

Dalva disse...

Sim Tucha... principalmente somos ruídos... muitos ruídos, às vezes demais da conta! rsrs

Bjs.

Dalva disse...

Verdade, Carolina.

Sinto falta de poder ouvir o silencio...

Bjs.

Dalva disse...

Valeria,

teus ruidos são sons de tua essência, querida... não incomodam!

Bjs.

Dalva disse...

Juliana,

I. Allende é mesmo "ruidosa" quando se trata de talento!

Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...