sábado, 1 de maio de 2010

O gato que ri


.
Atendendo ao convite da Vanessa do blog Fio de Ariadne, o post de hoje vem falar um pouquinho sobre o premiadíssimo livro de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas.
.
Desde 1865 o Livro de Lewis Carroll vem trazendo a companhia da menina Alice para crianças e adultos. Lembro que a primeira vez que mergulhei com ela naquela fantástica toca de coelho a sensação foi, ao mesmo tempo, de espanto e alegria. O surrealismo, o sonho, o absurdo tomam conta da nossa imaginação de uma forma espantosa! O livro, na verdade, são dois dentro de uma só história: um para crianças e outro para adultos. Numa riqueza de texto vamos sendo envolvidos em um mundo lúdico onde confusão e realidade se misturam. Vemos o abstrato tornar-se concreto, num toque mágico e sutil que cria um reino totalmente diferente, onde identidade, personalidade, tamanho, memória, lugar, idioma, conhecimento, sensação e tempo são passíveis de mudança. Uma história preciosa, com personagens que cativam e surpreendem.
.
Deixo vocês na companhia de Alice e o meu personagem preferido, o Gato Risonho:
.
.
.
Havia certamente muita pimenta no ar. Mesmo a Duquesa espirrava ocasionalmente; o mesmo acontecia com o bebê, que espirrava e uivava alternadamente, sem um momento de pausa. As únicas duas criaturas na cozinha que não espirravam eram a cozinheira e um grande gato, que estava deitado no centro e sorria de orelha a orelha.

"Por favor, a senhora poderia me dizer", perguntou Alice timidamente, pois não estava muito certa se era educado falar primeiro, "porque seu gato sorri desse jeito?"

"Porque ele é um Gato de Cheshire", respondeu a Duquesa,"é por isso. ..."
.
.
"Eu não sabia que os gatos de Cheshire sempre sorriam, de fato, eu nunca soube que gatos pudessem sorrir.

"Todos eles podem", afirmou a Duquesa, "e muitos deles o fazem".

"Eu não conheço nenhum", disse Alice muito polidamente, sentindo-se agradecida por ter conseguido iniciar uma conversa.

"Você não sabe muito", disse a Duquesa, "e isso é um fato."
.

(...) quando levou um pequeno susto ao ver o Gato de Cheshire sentado sobre o ramos de uma árvore a pouca distância.

O Gato apenas sorriu quando viu Alice. Ele parecia bem natural, ela pensou, e tinha garras muito longas e muitos dentes grandes, assim ela sentiu que deveria tratá-lo com respeito.

"Gatinho de Cheshire", começou, bem timidamente, pois não tinha certeza se ele gostaria de ser chamado assim: entretando ele apenas sorriu um pouco mais.
"Acho que ele gostou", pensou Alice, e continuou. "O senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?"

"Isso depende muito de para onde você quer ir", respondeu o Gato.

"Não me importo muito para onde...", retrucou Alice.

"Então não importa o caminho que você escolha", disse o Gato.

"...contanto que dê em algum lugar", Alice completou.

"Oh, você pode ter certeza que vai chegar", disse o Gato, "se você caminhar bastante."
.
Alice sentiu que isso não deveria ser negado, então ela tentou outra pergunta.

"Que tipo de gente vive lá?"

"Naquela direção", o Gato disse, apontando sua pata direita em círculo," vive o Chapeleiro, e naquela", - apontando a outra pata, "vive a Lebre de Março. Visite qualquer um que você queira, os dois são malucos."

"Mas eu não quero ficar entre gente maluca", Alice retrucou.

"Oh, você não tem saída", disse o Gato, "nós somos todos malucos aqui. Eu sou louco. Você é louca."

"Como você sabe que eu sou louca?", perguntou Alice.

"Você deve ser", afirmou o Gato, "ou então não teria vindo para cá."
.


.
As lindas imagens do gatinho cor de rosa são retiradas do Photobucket de WaruWaruSama.

.

5 comentários:

Mylla Galvão disse...

Eu tb estou nessa!!!
DEpois vc vê o link q deixei no Fio!
Estou doida para ver o filme! Esse gato rosa deve ter ficado demais!!!

bjo grande!

Lilá(s) disse...

Também em breve vou ver o filme.
Bjs

Tatinha disse...

Estou louca para ver, ainda não tive condições!
Passando e aproveitando para desejar um inicio de semana maravilhoso.

Beijão

Chica disse...

Ficou ótima tua participação!beijos e linda semana!chica

Georgia disse...

Dalva, esse gato tinha mesmo um sorriso que nos enfeiticava, rs.

Ótima a tua escolha.

Bjao

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...