quinta-feira, 28 de abril de 2011

Entre livros


Ler é sempre muito bom. Seja uma revista, um artigo, um blog, ou um livro. Hoje passamos muito tempo na Internet, e temos deixado de apreciar o real sabor de um livro de verdade, feito de papel.


Elogio do livro

"Convençam-se: nenhuma escrita digital consigará superar o livro. Porque o papel não é apenas papel. Nele as palavras respiram. Amarelecem. Têm cicatrizes. Carregam anos, anotações de margem, cheiros. Só no papel fazem sentido versos como «Amo devagar os amigos que são tristes com cinco dedos de cada lado», de Herberto Helder. O papel expressa-nos como lume em dia de chuva. Acaricia-nos. É cúmplice dos nossos vestígios que estão para lá do concreto, porque apenas a leitura-escrita primitiva permite a evocação da verdade inalterável das coisas. Da consumação do subjetivo."


Um comentário:

Lis disse...

Oi Dalva
Passar por aqui é sempre um prazer, os assuntos me agradam e seu blog ilumina dia.
Livros sempre quero te-los por perto .
Espero tudo esteja indo muito bem.
deixo abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...