segunda-feira, 4 de abril de 2011

Procura-se



Era uma vez um homem que passava uma parte considerável dos seus dias a mexer no lixo alheio. Explicava, a quem desejasse saber, que procurava uma alma. Perdera a sua e, por isso, precisava encontrar outra com urgência. Acrescentava que o local mais óbvio para procurar era entre o lixo dos outros. Pois se a bondade apenas se destaca quando contraposta à maldade, se a virtude apenas o é em relação ao pecado, se a verdade apenas existe enquanto a mentira existir, em que outro local procurar a pureza senão entre a impureza? Sorria e continuava a revolver o lixo.

Paulo Kellerman
em "Miniaturas"

Fotografia de Fred Veras


Um comentário:

Lis disse...

Penso que é mais ou menos isso Dalva
ninguém cresce na zona de conforto.
Alberto Camus já dizia "que há nos homens mais coisas a admirar que coisas a desprezar".
Bom texto a refletir.

abraço florzinha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...