segunda-feira, 3 de junho de 2013

Manhãs frias



Bem-vindos sejam os dias de chuva. Noites mais fresquinhas, edredons, estréia de filmes na TV, baldinhos de pipoca. Serão assim os domingos: preguiça, preguiça... e gula. Sinto falta do sol, do calor, das caminhadas. Não paro de espirrar. De manhã cedo acordo fanhosa. O dia hoje foi de me perder em meio aos livros antigos, cartas, fotos... viagem pelo tempo. Sou eu, naquela foto, com o cabelo mais curto e um sorriso franco, aberto. Já não sou tão assim mas, quer saber? Hoje me sinto até melhor, mesmo com os fios de cabelos brancos despontando e um certo temor quanto ao futuro. Ao acordar bem cedinho, o barulho do despertador espantou o meu sonho. Não lembro o que era, mas decerto era alegre. Já que acordei de muito bom humor, pronta para o dia que começava, dentro e fora de mim. E o sol, neste finalzinho de outono, é tão gostoso quando ele sai assim, esquentando a pele... então, eu o absorvo.

Dalva Nascimento


Crédito da Imagem: Fotografia de Dylluan





Licença Creative Commons
O trabalho Manhãs frias de http://infinitoparticulardalva.blogspot.com.br/ foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Um comentário:

✿ chica disse...

Lindo,Dalva!Aqui as manhãs estão assim, beijos,chica

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...