sábado, 2 de maio de 2009

"Equilibrio"

.
.
Resta esse esforço para caminhar dentro do labirinto,
Esse eterno levantar-se depois de cada queda,
Essa busca de equilíbrio no fio da navalha,
Essa terrível coragem diante do grande medo,
E esse medo infantil de ter pequenas coragens.
.
Vinicius de Moraes
.

4 comentários:

Úrsula Avner disse...

Querida Dalva, Vinícius era mesmo um poeta especial e em potencial. Bela citação. Bjs.

Canteiro Pessoal disse...

Olá Infinito Particular.
Amei seu espaço. Aconchegante !

Beijos mil.

Voltarei por aqui mais vezes.

Priscila Cáliga

Dalva disse...

Oi, Ursula!

Concordo, amiga! Suas poesias são mesmo especiais!

Bjs.

Dalva disse...

Priscila!

Adoro esta interatividade que os Blogs nos proporcionam! Venha sempre, querida!

Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...