sábado, 5 de maio de 2012

Por um pouco mais de silêncio



Preste atenção:
No trânsito sirenes, buzinas, freadas
Em casa a tv ,o som , as crianças
Mais ainda: a tv do vizinho, o som do vizinho, as crianças do vizinho.
Por toda a parte: conversas, risadas, gritos, vozes de todos os tons.

Fotografia de Anna Peisl

O mundo está mais barulhento ou sou eu que estou menos tolerante? Pode ser. Mas escuto muitas pessoas se queixando do mesmo problema. 
E o que dizer, então, daquele feriadão que finalmente chegou depois de uma semana de trabalho estafante? Você se programa e planeja dormir até mais tarde... quem sabe até acordar só na hora do almoço! Mas eis que o seu vizinho de cima, de baixo, do lado, resolver arrastar os móveis pela casa. Ou ainda resolve que é hora de começar aquela obra, quebrando tudo - inclusive seus tímpanos! Ah, sem falar  nos rapazes que saem para lavar o carro e estrondam o som lá nas alturas. Vai me dizer que isso não é capaz de fazer com que você se sinta num verdadeiro inferno, sofrendo o calor das labaredas???

Continuando o feriadão, o próximo programa é fugir para um lugar mais isolado, num sítio em meio à natureza... mas lá também não tem sido diferente. É muito comum encontrar pessoas que passeiam pelas estradas verdes portando seus MP3, celulares ou mesmo CD Players com músicas tão altas  que conseguem abafar o som dos pássaros, das cachoeiras e o silêncio das árvores.

Já reparou que até no cinema as coisas vão mal? É difícil ir a uma sessão e não ter duas ou mais pessoas que resolvem colocar o papo em dia justo ali, na hora do filme.  E aí começa com os "shhhh" e "psius" até chegar ao grito mais indignado de alguém que, afinal, foi ali para assistir o filme! 

E dentro do ônibus? Sempre tem a placa de "proibido o uso de aparelho sonoro" - e sempre tem também um ou mais aparelhos de mp3 ou celular tocando musica alta, não é verdade?

Essas situações provam que não foi apenas o silêncio que sumiu da face da terra. Com ele desapareceram, também, a educação, o bom senso e a cortesia - essenciais para se viver em sociedade.

Não se consegue mais fazer silêncio. De fato, existe uma grande dificuldade não só de encontrar silêncio, mas principalmente de suportar o silêncio; este silêncio que nos é tão necessário, capaz de serenar nossa mente agitada, acalmar nosso corpo cansado de tantas atividades. A expressão "ouvir o silêncio" nada mais é do que nos colocar face a face com os ritmos mais suaves do nosso dia... esse silêncio que anda em extinção, tão escasso e tão raro... 


3 comentários:

Jota Sena disse...

Olá Dalva!

Interessante seu relato a esse respeito.

Eu costumo dizer, que o meu direito termina, quando inicia o seu. E o respeito é o melhor remédio para uma boa convivênia.

Um bom final de semana você.

✿ chica disse...

Lindo texto e refletir é preciso...Precisamos de silêncios...Interiores e exteriores!beijos,chica

Wania disse...

Dalva,



...........
Contemplo em silêncio a paz deste teu lugar!



Bjs, amiga!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

...